Principais Notícias

25 de Novembro de 2020 às 17:01

A diretoria do SINTECT-MS repudia atitude da gestão dos Correios de Mato Grosso do Sul


A Superintendência Estadual dos Correios de Mato Grosso do Sul trata com descaso demandas dos Trabalhadores as). Já há algum tempo, o SINTECT-MS vem solicitando reunião com o Superintendente Estadual e gestores de áreas dos Correios, para discutir as demandas repassadas a entidade sindical pelos(as) trabalhadores(as), e esta vem se negando a reunir presencial ou virtualmente.
Enquanto isso desmandos vem ocorrendo, com gestores de algumas unidades se achando ‘reis’, pressionando, assediando e até usando dizeres como “Agora vocês perderam tudo oque tinham” – com ar de satisfação –, como se este não estivesse, de certa forma, na mesma empresa que o(a) trabalhador(a).
Em resposta ao último ofício da entidade, onde esta apresentou uma pauta resumida de algumas questões de suma importância e que devem ser tratadas em reunião em busca de soluções, a gestão teve a capacidade de responder de forma evasiva aos temas propostos e dizer: “entende desnecessária a realização da reunião”.
Consideramos isso uma afronta, um descaso aos(as) trabalhadores(as) que buscam por resolução de demandas e conflitos em suas unidades de trabalho, de questões simples como cumprimento de acordo, como a mais complexos de assédio pós greve e ameaças diárias.
Respondemos ao ofício, buscando sensibilizar e levar ao conhecimento do Superintendente Estadual e de seu Gerente Operacional da importância de uma reunião urgente, da importância do diálogo na construção de resolução de conflitos.
Aguardamos resposta e esperamos que estes reflitam sobre a questão.
E fica algumas perguntas no ar:
Porque em outras regionais os gestores locais não têm agido desta forma com tanto desrespeito ao(a) trabalhador(a)?
Qual o real motivo de não aceitar realizar uma reunião com os representantes dos trabalhadores do sindicato? Pandemia não é o argumento, visto que reuniões com gestores para orientar como tirar ainda mais o coro do(a) trabalhador(a) ocorrem frequentemente.
Será medo do General?
Medo de perder tal função?
Por se acharem superiores?
Ou será que a administração Central não nos considera capacitados para representarem a empresa em uma reunião com os representantes sindicais? Uma vez que eles têm se reunido de forma nacional com os representantes da federação?

Queremos respostas verdadeiras da gestão dos Correios de Mato Grosso do Sul, queremos reunião, discutir demandas, apresentar os problemas de gestores locais, não somente um papel com respostas copia e cola.
Os(as) trabalhadores(as) merecem respeito, merecem serem ouvidos, são de matrículas tal qual o Superintendente e seu Gestor Operacional, não caíram de paraquedas nesta empresa, muito menos ganham 46 mil por mês, tiveram muitos de seus direitos atacados e retirados covardemente e ainda por cima tem que muitas vezes se depararem com gestores que se intitulam como “Capitães do Mato e donos da verdade.”
Aguardamos ansiosos o posicionamento da Superintendência em resposta ao ofício apresentado, e enquanto esta se nega a reunir-se com os representantes sindicais, estes continuarão recebendo as demandas e montando diariamente relatórios e dossiês de afrontas aos(as) trabalhadores(as), afim de fazer as denuncias nos meios legais cabíveis.
Trabalhador(a): não abaixe a cabeça, não esmoreça mediante a covardia daqueles que um dia voltarão ao mesmo lugar que saíram. DENUNCIE!







Outras Notícias



Links Úteis


Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba novidades e informações sobre o SINTECT-MS.

Todos os direitos reservados a “sintectms” - Desenvolvido por Avalue Sistemas