Principais Notícias

5 de Fevereiro de 2020 às 14:18

NOTA DE APOIO A GREVE DA DATAPREV, PETROLEIROS E CASA DA MOEDA


A FENTECT vem, à público, declarar apoio aos trabalhadores da DataPrev, da Petrobras e da Casa da Moeda que estão em greve na luta pela manutenção de seus direitos trabalhistas, contra demissões e privatização dessas estatais.
Essas estatais, assim como os Correios, estão na mira das privatizações do governo federal. Os companheiros da DataPrev, uma das maiores empresas de tecnologia de informação do Brasil, seguem em greve por tempo indeterminado e batalham contra a militarização proposta pelo Governo Bolsonaro que toma conta dos postos de trabalho e que vai gerar a demissão de quase 500 servidores. Fruto da pressão da greve, os trabalhadores já conseguiram a suspensão do programa de demissões iniciado no início desse mês.
Já os PETROLEIROS seguem mobilizados com a paralisação de 12 unidades de refino da Petrobras e 4 terminais da Transpetro, subsidiária da Petrobras. A estatal também está na lista de privatizações do Governo Bolsonaro. A Fentect também é solidária aos companheiros que sofrem com perseguição e demissões como na Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen), no Paraná, onde trabalhadores ocupam a fábrica há 12 dias contra o fechamento da mesma e contra as mil demissões anunciadas pela gestão da Petrobras. No Rio de Janeiro, um grupo de cinco diretores da Federação Única dos Petroleiros (FUP) continua bravamente ocupando uma sala no edifício sede da Petrobras, tentando negociação, apesar do autoritarismo da gestão da empresa que proíbe entrada de alimentos e chegou a desligar a energia do local, reestabelecida posteriormente por determinação judicial.
Os trabalhadores da Casa da Moeda também realizaram dia de paralisação por descumprimento de Acordo Coletivo, que gerou reduções salariais e folhas de pagamento com rendimentos inferiores a um salário mínimo. O momento político é de escalada contra os trabalhadores e contra as empresas públicas brasileiras. A Fentect estará em luta com essas categorias a partir do dia 12 de fevereiro, marcando posição contra o aparelhamento militar da estatal, contra a privatização e contra o aumento abusivo no Plano de Saúde dos funcionários. Não permitiremos que acabem com direitos duramente conquistados por todas essas categorias! Só a luta é capaz de garantir nossos direitos! Rumo à greve geral!
 


Outras Notícias



Links Úteis


Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba novidades e informações sobre o SINTECT-MS.

Todos os direitos reservados a “sintectms” - Desenvolvido por Avalue Sistemas