Principais Notícias

29 de Novembro de 2019 às 11:06

A negação do racismo na Fundação Palmares


  O Presidente da Fundação Palmares infelizmente desconhece qual é o papel desta instituição na vida da população negra. A fundação Palmares foi instituída pela Lei Federal n° 7668, de 22 de agosto de 1988, sendo vinculada ao Ministério da Cultura. Tem como missão os preceitos constitucionais de reforçar a cidadania, a ação e a memória dos segmentos étnicos dos grupos formadores da sociedade brasileira, além de fomentar o direito de acesso à cultura e a indispensável ação do estado na preservação das manifestações afro-brasileira.

  O papel principal da fundação palmares, é o de dialogar com todos os ministérios, buscando o desenvolvimento econômico, social e cultural para a população negra nas comunidades de todo país.

  O inicio das lutas e organização do povo negro se deu na senzala por não aceitar a escravidão. A única comparação aceita entre Brasil e o continente africano é que países europeus ocuparam e exploraram ambos, com intuito de retirar as riquezas naturais e escravizar a população negra e indígena. A ocupação e exploração persistem e são visíveis ainda nos dias atuais. Essas ações são em detrimento do crescimento econômico e social de seus países. Há uma clara violação e usurpação dos direitos destes povos.

  O movimento negro tem papel importante junto à sociedade brasileira, debatendo e levando até o Estado soluções que possam melhorar a vida da população negra de nosso país. As entidades do movimento negro visam a defesa física e cultural. São compostas de entidades religiosas, artísticas, culturais e políticas. Desenvolve ações de mobilização política, de protestos antidiscriminatório, de movimentos artísticos, literários e folclóricos. Toda essa dinâmica ostensiva, extemporânea ou cotidiana é o Movimento Negro.

  Sérgio Nascimento de Camargo, novo presidente da Fundação Palmares, desconhece a importância da instituição que assumiu. O novo presidente cometeu diversos crimes de Racismo já à frente da fundação assim como em suas manifestações em redes sociais. A população negra não aceita sua indicação como presidente de uma instituição que tem a sua razão de ser no combate ao racismo e a inclusão plena dos negros – descendentes de escravos – na sociedade brasileira. Você não nos representa, Capitão do Mato.

 

André Luiz Silva dos Santos

Secretário de Combate ao Racismo do SINTECT/MS

 


Outras Notícias



Links Úteis


Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba novidades e informações sobre o SINTECT-MS.

Todos os direitos reservados a “sintectms” - Desenvolvido por Avalue Sistemas